Image
Arquipelago de Origem:
São Paulo (Brasil)
Data da Peça:
1910-00-00 00:00:00
Data de Publicação:
20130714
Autor:
Não identificado
Chegada ao Arquipélago:
2013-07-14 00:00:00
Proprietário da Peça:
Privado
Proprietário da Imagem:
Privado
Autor da Imagem:
Privado
Vapor Izabel no bairro Jipovura, 1910 (c.), Bom Jesus de Iguape, São Paulo, Brasil

Categorias
  • Arquitectura Civil
    • Arquitectura popular
  • Documentos
    • Fotografia
  • Escultura
    • Madeira
    • Outros Materiais
  • Fotografia / imagem
    • Costumes
    • Paisagem natural
    • Paisagens rurais e urbanas
  • Marinharia
    • Embarcação de cabotagem
    • Navios a vapor
  • Personalidades
    • Artífices e populares
    • Fotógrafos
Descrição
Vapor Izabel no bairro Jipovura de Iguape.
Fotografia de 1910 (c.).
Iguape, São Paulo, Brasil

A fundação da povoação de Iguape encontra-se ligada ao bacharel Cosme Fernandes e ao castelhano Ruy Garcia Moschera, que muito provavelmente já estaria nesta área em 1498. A inicial igreja data 1537, devotada a Nossa Senhora das Neves, sendo a fundação oficial de 3 dez. 1538. Em 1577, o povoado foi elevado à categoria de "Freguesia de Nossa senhora das Neves da Vila de Iguape", ano em que foi aberto o primeiro livro do tombo da Igreja. Na área, entretanto, apareceu uma imagem de Cristo, um Ecce Homo, dada como aparecida em 1647, o que não corresponde ao talhe da mesma, vindo a ser entronizada no altar-mor da inicial igreja. Na década de 1780 foi dado início à construção de nova igreja matriz, arrastando-se as obras por 1798 e parando em 1800. Recomeçadas em 1822, com mestres contratados no Rio de Janeiro, foram concluídas em jul. 1856, sendo as imagens transladadas solenemente a 8 ago. 1856. A antiga vila de Iguape foi elevada, em 3 abr. 1848 à categoria de cidade, então como Bom Jesus da Ribeira, que no ano seguinte mudava para Bom Jesus de Iguape. As torres da atual basílica, entretanto, só começaram a ser levantadas em 1870.