Image
Arquipelago de Origem:
Belém
Data da Peça:
1582-00-00
Data de Publicação:
23/01/2021
Autor:
Mateus do Couto
Chegada ao Arquipélago:
2021-01-23
Proprietário da Peça:
Complexo do mosteiro dos Jerónimos
Proprietário da Imagem:
Privado
Autor da Imagem:
Privado
Túmulo do infante D. Fernando, 1582 (c.), capela-mor da igreja do mosteiro dos Jerónimos, Lisboa, Portugal.

Categorias
    Descrição
    Túmulo do infante D. Fernando.
    (1507-1534).
    Mármores vários.
    Mateus do Couto, 1582 (c.).
    Capela-mor da igreja do mosteiro dos Jerónimos, Lisboa, Portugal.

    Dom Fernando (1507-1534), infante de Portugal, filho de D. Manuel I (1469-1521) e sua 2ª esposa, D. Maria de Argão e Castela (1482-1517), foi 1º Duque da Guarda, Duque de Trancoso e Senhor de Abrantes, onde havia nascido. Casou em 1530 com Guiomar Coutinho (c. 1508-1534), 5º condessa de Marialva e 3ª condessa de Loulé, tendo o casal tido 2 filhos, mas morrendo tudo em 1534. O infante D. Fernando, entretanto, passou à História pela encomenda a António de Holanda (1480-1571) e Simão Bening (1483-1561), da genealogia dos Reis de Portugal que ficou com o seu nome, hoje na British Library, de Londres. A família encontrava-se toda enterrada em Abrantes, tendo o rei D. Filipe I (1527-1598), seu sobrinho, mandado levantar os despojos do Infante e transladá-los para o panteão dos Jerónimos.