Image
Arquipelago de Origem:
Fujairah
Data da Peça:
1550-00-00
Data de Publicação:
08/04/2020
Autor:
Mestre local
Chegada ao Arquipélago:
2020-04-08
Proprietário da Peça:
Património do Emirado de Fujairah
Proprietário da Imagem:
Rita Varela Gomes
Autor da Imagem:
Rita Varela Gomes
Torre grande de atalaia da mesquita de Al Bidiyah, 1550 (c.), Emirado de Fujairah, Emirados Árabes Unidos

Categorias
    Descrição

    Torre grande de atalaia da mesquita de Al Bidiyah.
    Alvenaria mista rebocada a barro, 1550 (c.) e seguintes.


    Com Rui Carita, à esquerda, com turistas locais.
    Visita da The Portuguese Archaeological Mission at Kalba (Sharjah, U.A.E.), campanha de arqueologia do IAP de 2020 na antiga fortaleza de Al Qasimi em Khor Kalba, antiga Quelba.


    Fotografia de Rita Varela Gomes, 10 de janeiro de 2020.
    Al Bidiyah, Emirado de Fujairah, Emirados Árabes Unidos.



    As torres de apoio a esta mesquita aparecem bem apontadas na aguarela da fortaleza de Libédia de Vila Viçosa e, mais sumárias, na versão de Madrid de António Bocarro. As representações portuguesas, logicamente, não mencionam a pequena mesquita, hoje local de especial visita, dada ser exemplar único na Arábia e, muito provavelmente a mais antiga dos Emirados, com duas naves gémeas de duas abóbadas cada. A pequena fortaleza de Libéria, Libédia ou Libidia, a atual Al Bidiyah, era idêntica à de Mada (hoje Madha), mas com dois meios baluartes nos flancos, descrevendo-a Bocarro como também quadrada, do feitio de mouros, com um muro baixo de duas braças e meia de altura (5 metros). Tem um grande circuito, com seis baluartes e um que está a cavaleiro, pegado ao muro, com mais dois em redondo da povoação, ficando em distância de tiro de espingarda.
    No álbum de São Julião da Barra cita-se: Uma légua de Corfacão para Norte, na praia está situada a fortaleza de Libidia, como se vê em uma baía amparada ao Sul, Sudoeste, Noroeste e Oeste; sua povoação é até 200 vizinhos. Fundou-a Mateus de Seabra, no ano de 1623, por determinação do capitão geral Rui Freire. Tem de presidio um capitão lascarim com 20 soldados.