Image
Arquipelago de Origem:
São Pedro (Funchal)
Data da Peça:
1595-00-00 00:00:00
Data de Publicação:
20181014
Autor:
Mateus Fernandes (III)
Chegada ao Arquipélago:
2004-05-20 00:00:00
Proprietário da Peça:
Diocese do Funchal
Proprietário da Imagem:
Virgílio Gomes
Autor da Imagem:
Virgílio Gomes
Torre do Colégio dos Jesuítas do Funchal, 1595 (c.), ilha da Madeira

Categorias
  • Arquitectura religiosa
    • Colégios e seminários
    • Igreja
    • Torres e campanários
  • Escultura
    • Pedra
  • Fotografia / imagem
    • Costumes
    • Paisagens rurais e urbanas
  • Personalidades
    • Eclesiásticos
    • Engenheiros e arquitectos
    • Mestres de obras reais e outros
    • Militares
Descrição
Torre do antigo Colégio dos Jesuítas do Funchal.
Pátio dos Estudantes.
Mateus Fernandes (III), 1595 (c.)
Reitoria da Universidade da Madeira.
Fotografia Virgílio Gomes, 2004.
Funchal, ilha da Madeira.

Cronologia:
1566, 20 Set. - alvará régio de fundação; 1567 a 1570 (c.) - referência na Planta do Funchal de Mateus Fernandes do terreno pretendido pela Companhia de Jesus para instalação do seu Colégio, então o quarteirão acima do depois adquirido; 1574, Mai. - instalação dos jesuítas nas casas de São Bartolomeu junto ao quarteirão; 1575, 23 Set. - envio para Roma da planta para aprovação; 1576 - início da recolha de materiais para as obras e envio de nova planta; 1578, 19 Mai. - instalação no quarteirão; 1579, 4 Mai. - regulamentação nas «Constituições do Bispado» do ensinar a ler e a escrever; 1592, Fev. / Mar. - nova planta de Mateus Fernandes e emendas do padre visitador Pedro da Fonseca; 1599 - início das obras da ala sobre a Rua do Castanheiro, pronta no final do ano; Séc. 17 - continuação das obras do Colégio; 1629 - início das obras da Igreja; 1660 - vinda das pedreiras de Câmara de Lobos das colunas para o portais da igreja; Séc. 18 - remodelação das sacristias, «Sala das Pratas» e do «Corredor da Capela e da Biblioteca»; 1750 - vinda de Lisboa das imagens da fachada; 1759, 29 Mai. - cerco ao Colégio; 1760, 16 Jul. - expulsão dos jesuítas; 1768 - início da «Aula Militar»; 1774, 5 Jan. - nomeação por carta régia de Francisco Manuel de Oliveira como 1º professor de «Filosofia Racional» para o Funchal; 1774, 24 Fev. - tomada de posse do Professor na igreja de São João Evangelista do colégio do Funchal, em presença das «pessoas mais principais», pronunciando na ocasião da posse, a sua «oração de sapiência»; 1787, 10 Ago. - cedência de parte do edifício para seminário; 1788, 31 Mar. - abertura das aulas do Seminário com «oração de sapiência» do professor Francisco Manuel de Oliveira; 1801, 24 Jul. - ocupação do edifício pelas forças inglesas; 1802, 25 Jan. - saída das forças inglesas e ocupação do edifício pelo Batalhão de Artilharia; 1807, Dez. - segunda ocupação inglesa; 1814, Out. - saída das forças inglesas e ocupação do edifício pelo Batalhão de Infantaria 19; 1837, 12 Set. - abertura solene nas «Aulas do Pátio» do liceu do Funchal; 1847 - alinhamento a ampliação da Rua do Castanheiro à custa da antiga Cerca do Colégio, por pedida da Câmara do Funchal de 1842; 1860 - obras do capitão de engenheiros António Pedro de Azevedo (consolidação de estruturas, lajeamento dos pisos térreos e construção do portão exterior e dos edifícios da cerca); 1881 - transferência do liceu do Funchal para o antigo solar do barão de São Pedro, que lhe ficava quase anexo; 1901, 24 Jun. - visita régia ao Batalhão; 1970 - saída das forças militares para o novo aquartelamento de São Martinho e cedência das instalações para Escola Preparatória e Cooperativa Militar; 1974, 18 Nov. - 2º auto de cedência; 1980, 4 Set. - auto de devolução e cessão simultânea, por venda, pelo Exército ao Governo Regional; 1988 - instalação da Universidade da Madeira no edifício do Colégio; 1996 a 1998 - passagem das aulas e dos departamentos da Universidade para o edifício da Penteada, só ali ficando a Reitoria.