Image
Arquipelago de Origem:
Santarém
Data da Peça:
1908-00-00
Data de Publicação:
15/04/2021
Autor:
Joaquim Leitão
Chegada ao Arquipélago:
2021-04-15
Proprietário da Peça:
Biblioteca Braamcamp Freire, Santarém
Proprietário da Imagem:
Biblioteca Braamcamp Freire, Santarém
Autor da Imagem:
Biblioteca Braamcamp Freire, Santarém
Tenente Júlio da Costa Pinto, 1908, Santarém, Portugal.

Categorias
    Descrição
    Tenente Júlio da Costa Pinto.
    (1884-1969)
    In Os Poemas da Derrota (Júlio da Costa Pinto), por Joaquim Leitão (1875-1956) com prefácio de Rocha Martins, Lisboa, 1916.
    Espólio de Júlio da Costa Pinto, Biblioteca Braamcamp Freire, Santarém, Portugal.

    Júlio da Costa Pinto (Torres Novas, 1884, Lisboa, 24 de julho de 1969), segundo filho do casal Delfina de Jesus Costa e Manuel Pinto da Costa, e neto de uma filha natural do infante D. Miguel (1802-1866), aluno do Colégio Militar (190/1895), onde foi companheiro do infante D. Luís Filipe (1887-1908), foi depois herói em África, na campanha dos Dembos, onde foi condecorado com a Ordem da Torre e Espada. Revolucionário monárquico várias vezes preso, veio a ser secretário particular e testamenteiro da rainha D. Amélia (1865-1951) nos seus últimos anos de vida. Foi depois encarregado de educação dos filhos de Duarte Nuno de Bragança (1907-1976) e dos seus netos Rui e Hélder Carita, todos seus herdeiros. A sua documentação, parte herdada de D. Amélia e D. Manuel II (1889-1932), foi depositada na Biblioteca dos marqueses da Anadia e, a respeitante à sua terra natal adoptiva, Santarém, na Biblioteca Braamcamp Freire.