Image
Arquipelago de Origem:
São Pedro (Funchal)
Data da Peça:
1730-00-00 00:00:00
Data de Publicação:
20141101
Autor:
Julião Francisco Ferreira
Chegada ao Arquipélago:
2004-05-27 00:00:00
Proprietário da Peça:
Igreja do Colégio
Proprietário da Imagem:
Virgílio Gomes
Autor da Imagem:
Virgílio Gomes
Sacristia do Colégio, alçado do armário paramenteiro do Colégio, 1730 (c.), Funchal, ilha da Madeira

Categorias
  • Arquitectura religiosa
    • Colégios e seminários
    • Igreja
    • Sacristias e instalações
  • Arte Sacra
    • Armário paramenteiro
  • Artes Decorativas
    • Talha
  • Escultura
    • Madeira
  • Fotografia / imagem
    • Costumes
    • Interiores
  • Personalidades
    • Eclesiásticos
    • Escultores e entalhadores
    • Mestres de obras reais e outros
    • Pintores, gravadores e douradores
    • Santos e mártires
  • Pintura
    • Óleo
Descrição
Alçado do armário paramenteiro
Talha dourada e pintura a óleo.
Julião Francisco Ferreira, 1730 (c.)
Fotografia de Virgílio Gomes, 2004.
Sacristia do Colégio dos Jesuítas do Funchal, ilha da Madeira.

Julião Francisco Ferreira (São Miguel, c. 1715-Funchal, jun. 1771). Filho de Henrique Ferreira de Andrade e de Maria de Faria, morava na freguesia de São Pedro, no Funchal e casou, a 29 jul. 1750, na sé do Funchal, com Antónia de Caires, natural da freguesia de São Martinho do Funchal. Ficou viúvo e casou novamente, em 1770, com Ana Filipa Henriques, um ano antes de falecer. Foram testemunhas deste casamento o pintor António da Trindade da Cruz e António Pinto, muito provavelmente também pintor. Por esta altura, referia-se que morava na freguesia da sé. Quando faleceu, em jun. 1771, foi dado como "oficial de marceneiro" e sepultado na igreja de Nossa Senhora do Carmo. Fez testamento mandando dizer missas por sua alma, dos pais, da primeira mulher e mais parentes. No testamento pedia que se dessem ao padre Gonçalo Martins, 18$000 "para o que lhe expos", talvez referente a alguma obra que tenha executado, e que se desse ao reverendo vigário da freguesia de São Pedro, $600, para a fábrica desta igreja. Deixou por sua testamenteira a sua segunda mulher, Ana Filipa Henriques e parece não ter deixado descendência. Cit. Paulo Jesus Ladeira, A talha e a pintura Rococó no arquipélago da Madeira (1760-1820), tese de mestrado orientada e prefaciada por Rui Carita, Funchal, SREC/CEHA, 2009, pp. 70-71.