Image
Arquipelago de Origem:
Alemanha
Data da Peça:
1521-00-00
Data de Publicação:
05/03/2021
Autor:
Vários
Chegada ao Arquipélago:
2021-03-05
Proprietário da Peça:
Paróquia de São Lourenço de Nuremberga
Proprietário da Imagem:
Eigenes Werk
Autor da Imagem:
Eigenes Werk
Retábulo de São João, oficina de Nuremberga, 1521, igreja de São Lourenço, Nuremberga, Alemanha

Categorias
    Descrição
    Retábulo de São João.
    Imagens de São João Batista e São João Evangelista da oficina de Veit Stoss (c. 1450-1533), de 1518 (c.). Ao centro, relicário de São Gereão de Colónia (séc. IV), únicas relíquias que ainda se encontram na igreja, conjunto encimado por escultura de Jesus Cristo, Salvador do Mundo, ladeado pelos brasões de armas da família Imhoff.
    Oficina de Nuremberga, reforma geral de 1521 e seguintes.
    Altar doado pela família Imhoff e proveniente da entrada da igreja, que servia como altar de comunhão, logo com uma estrutura diferente dos restantes e para aqui transferido em 1823.
    O altar incorporou elementos de um outro anterior, como a Última Ceia, em cerâmica policromada, de 1420, mas com as figuras quase todas refeitas, inclusivamente a de Judas, já dos meados do XIX. Com a passagem para a nave do transepto, herdou os anjos candelários da oficina de Veit Stoss (c. 1450-1533), de 1518 (c.).
    Fotografia de Eigenes Werk, 2016.
    St. Lorenz kirche, Nurenberg, Alemanha.

    A igreja de São Lourenço de Nuremberga foi reformulada a partir de 1250 sobre uma outra muito mais antiga, de 650 e, entre 1390 e 1446, levantaram-se as novas naves e por 1493 a 1496, o seu célebre tabernáculo, trabalho do escultor e mestre de obras Adam Kraft (or Krafft) (c. 1460-jan.1509), que se fez representar na base, suportando aquela monumental obra e em corpo inteiro. As igrejas da cidade de Nuremberga, como cidade imperial, eram suportadas economicamente pelas principias famílias alemães, que comparticiparam no recheio, fazendo-se representar nos magníficos vitrais com as suas armas, como sobre o altar-mor da igreja de São Lourenço, o imperador Frederico III (1415-1493) e a sua mulher D. Leonor de Portugal (1434-1467), filha do rei D. Duarte (1391-1438) e de D. Leonor de Aragão (1402-1445), aparecendo assim ao seu lado as armas de Portugal.