Image
Arquipelago de Origem:
Alemanha
Data da Peça:
1910-00-00
Data de Publicação:
08/03/2021
Autor:
Georg Kellner
Chegada ao Arquipélago:
2021-03-08
Proprietário da Peça:
Câmara de Comércio, IHK (Industrie-und Handelskammer Rückfragen, Nürnberg für Mittelfranken)
Proprietário da Imagem:
Theo Noll
Autor da Imagem:
Theo Noll
Porta estandarte, pífaro e tambor do cortejo dos mercadores da fachada do edifício da Associação Comercial de Nuremberga, Georg Kellner, 1910 e seguintes, Alemanha

Categorias
    Descrição
    Porta estandarte, pífaro e tambor do cortejo dos mercadores da fachada do edifício da Associação Comercial de Nuremberga.
    Nürnberger Tand geht durch alle Land
    As bugigangas de Nuremberg percorrem todo o país.
    Mural de Georg Kellner (1874-1924), 1910.
    Campanha de 1909-1910 com projeto do arquiteto Karl Peringer (1876-c. 1916).
    Câmara de Comércio, IHK (Industrie-und Handelskammer Rückfragen, Nürnberg für Mittelfranken).
    Fotografia de Theo Noll, 2014.
    Hauptmarkt, Nurenberg, Alemanha.

    O ditado que “as bugigangas de Nuremberg percorrem todo o país” surgiu de outro ditado: “A mão de Nuremberg atravessa todos os terrenos”, usado desde o século XV e derivado dos chamados “produtos artesanais”. Em geral, “bugigangas de Nuremberg” ou as suas mercadorias, significa a divulgação que os produtos de qualidade do comércio de Nuremberg tinham, embora entre nós o termo tenha conotação depreciativa. Estavam em causa, especialmente, os brinquedos e os produtos do pequeno comércio de metal que eram feitos nesta cidade e a tornaram famosa: metais, chapas, fios, agulhas, sinos, dedais, talheres, louças, armaduras e, por último, mas não menos importante, as armas.
    A Junta Comercial de Nuremberga foi fundada, oficialmente, em 1560, instalando-se neste edifício do centro da cidade, o Mercado principal, ou seja, o Hauptmarkt. A Associação nasceu a partir de um cofre alugado e a posterior compra do edifício pelo diretor comercial, a “prefeitura da economia”, desenvolvendo-se ao longo dos tempos. Do edifício inicial, no entanto, só resta o portal, que não se deve afastar muito dessa data. 450 anos depois, o edifício estava longe de corresponder às necessidades e, em 1909/1910, as casas foram reconstruídas e renovadas pelo arquitecto Karl Peringer (1876-c. 1916). O projeto teve em consideração a forma exterior anterior e deixou as fachadas com as duas empenas. Perto do final da reforma, Georg Kellner (1874-1924) pintou essas fachadas com alegorias ao comércio. O lado sul com uma representação do comércio de longa distância de Nuremberg e a fachada leste do prédio da câmara com uma procissão ou cortejo de mercadores do século 16, inspirada nos trabalhos das várias oficinas de pintura da cidade, celebrizada internacional por Albrecht Dürer (1471-1528). A inauguração das novas salas ocorreu em 22 de outubro de 1910, ao mesmo tempo que se comemorava o 350º aniversário da Junta Comercial de Nuremberg na nova sala de reuniões (Adapt. pub. on-line por Daniela Semann, 2009).