Image
Arquipelago de Origem:
Câmara de Lobos
Data da Peça:
1890-00-00
Data de Publicação:
24/08/2020
Autor:
Adolfo Rodrigues
Chegada ao Arquipélago:
2020-08-24
Proprietário da Peça:
Privado
Proprietário da Imagem:
Teresa Serra e Moura
Autor da Imagem:
Teresa Serra e Moura
Pormenor da Baía de Câmara de Lobos (Madeira), óleo de Adolfo Rodrigues, 1890 (c.), ilha da Madeira.

Categorias
    Descrição

    Pormenor da Baía de Câmara de Lobos (Madeira).
    Óleo sobre tela colada em cartão.
    Adolfo de Sousa Rodrigues (1867-1908), 1890 (c.)
    Coleção particular.
    Pormenor da contracapa da Islenha, n.º 61, direção de Marcelino de Castro, Funchal, DRC, Jul. - Dez. 2017, Região Autónoma da Madeira.


    Ramiro A. Gonçalves, “Adolfo de Sousa Rodrigues (1866-1908): um pintor insatisfeito”, pp. 5-28.

    Adolfo de Sousa Rodrigues (Funchal, 13 jan. 1867; Lisboa, 9 mar. 1908). Tirou o curso da Academia de Belas Artes, com altas classificações, tendo-se dedicado à pintura histórica, sob orientação de José Ferreira Chaves (1838-1899) e conseguindo bolsa para se especializar em Paris, trabalhando nos ateliers de Jean Paul Laurens (1838-1921) e Benjamin Constant (1845-1902). No 2.º ano do curso em Lisboa já tinha alcançado o prémio Anunciação, vindo a ser depois distinguido, em Lisboa, no Grémio Artístico, em 1895, com a terceira medalha. Pintou Agostinho de Ornelas e Vasconcelos (1836-1901), hoje na coleção dos descendentes, em Paris e o rei D. Carlos (1863-1908), nas coleções da Câmara Municipal do Funchal, uma alegoria à História no teto da entrada do Museu Militar de Lisboa, etc., tendo as palmas da Academia de França e a ordem de Isabel, a Católica, de Espanha.