Image
Arquipelago de Origem:
Terceira (Açores)
Data da Peça:
2023-07-14
Data de Publicação:
16/07/2023
Autor:
Câmara Municipal de Angra do Heroísmo
Chegada ao Arquipélago:
2023-07-16
Proprietário da Peça:
Câmara Municipal de Angra do Heroísmo
Proprietário da Imagem:
Rui Carita
Autor da Imagem:
Rui Carita
Placa informativa da antiga capela e Hospital Militar da Boa Nova, julho de 2023, Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores

Categorias
    Descrição
    Placa informativa da antiga capela e Hospital Militar da Boa Nova
    Campanha de 1615 (c.) e seguintes.
    Fotografia de 14 de julho de 2023
    I Colóquio Internacional do Património e Turismo Militar, organizado pelo TECHN&ART – Centro de Tecnologia, Restauro e Valorização das Artes, do Instituto Politécnico de Tomar (IPT), e o Museu de Angra do Heroísmo (MAH), com o apoio do Município Angrense
    Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima, Museu de Angra do Heroísmo, ilha Terceira, Açores.

    O Antigo Hospital Militar da Boa Nova é uma estrutura construída de raiz com esta finalidade, nos inícios do século XVII, no tempo da União Dinástica, de 1615 (c.), situado à ilharga da imponente fortaleza filipina, conhecida vulgarmente por Castelo de São João Baptista e, então, de São Filipe.
    O Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima (1920-1996), instalado no antigo Hospital Militar da Boa Nova, acolhe a notável Coleção de Militária do Museu de Angra do Heroísmo, sendo o único museu português não integrado no Ministério da Defesa subordinado a esta temática, em que estão representados os três ramos das Forças Armadas nacionais e estrangeiras. Anteriormente repartida por vários núcleos e reservas, dado a diversidade, volume e quantidade das peças que a constituem, esta coleção é trazida ao público através de três exposições temáticas de longa duração, que, a par de uma explanação da evolução e funcionalidade das armas e de um convite à reflexão sobre as grandes questões éticas, morais e sociais inerentes aos conflitos bélicos, documentam a personalidade e vivências pessoais do patrono e a história do próprio edifício. Composto por peças de artilharia ligeira e pesada, armas de fogo, armas brancas, proteções metálicas, projéteis, equipamento de logística, arreios, uniformes e condecorações, este acervo, na sua maior parte acomodado em reservas concebidas em obediência à tipologia dos diferentes materiais, reflete o interesse pela área militar e o espírito colecionista do primeiro diretor do Museu de Angra do Heroísmo, Manuel Coelho Baptista de Lima, que, durante mais de três décadas, garantiu por várias vias o seu enriquecimento.