Image
Arquipelago de Origem:
São Nicolau (Cabo Verde)
Data da Peça:
1955-06-22
Data de Publicação:
04/10/2020
Autor:
Ajudante general do Exército
Chegada ao Arquipélago:
2020-10-04
Proprietário da Peça:
AHM
Proprietário da Imagem:
AHM
Autor da Imagem:
AHM
Pedido confidencial de dados do tenente Manuel Sílvio Pélico de Oliveira Neto, envolvido na Revolta da Madeira de 1931, 22 de junho de 1955, Lisboa, Portugal

Categorias
    Descrição
    Pedido confidencial de dados do tenente Manuel Sílvio Pélico de Oliveira Neto
    (1900-1955?)
    Envolvido na Revolta da Madeira de 1931 e demitido do Exército, mas reintegrado como tenente na Reserva em 1951.
    Ofício do Ajudante General, de Lisboa, 22 de junho de 1955.
    Processos individuais, Arquivo Histórico Militar (1366/Ind.), Lisboa, Portugal

    Nascido a 20 de fevereiro de 1900, em Celas, Coimbra, alistara-se como voluntário na Escola de Guerra, sendo incorporado a 31 de agosto de 1918 e promovido a alferes, a 15 de novembro de 1920. Deportado para Cabo Verde, após a Revolta da Madeira de 1931, radicara-se na Ribeira Grande, na ilha de São Nicolau, como o tenente médico Manuel Ferreira Camões (1898-1968), onde montara a fábrica de tratamento de peixe, para a qual teria recebido pessoal da ilha da Madeira. Foi, entretanto, reintegrado a 1 de julho de 1951. Deixou ali um filho, Francisco Manuel de Oliveira Neto (19 fev.1934-), que a 27 de julho de 1960, como motorista, tirou bilhete de identidade dos Serviços de Emigração do Brasil, para ali emigrando.