Image
Arquipelago de Origem:
Freguesia da Sé (Funchal)
Data da Peça:
1813-05-11 00:00:00
Data de Publicação:
28/09/2018
Autor:
William Westall
Chegada ao Arquipélago:
2004-05-06
Proprietário da Peça:
Rui Carita
Proprietário da Imagem:
Rui Carita
Autor da Imagem:
Rui Carita
Palácio de São Lourenço, William Westall, 11 de junho de 1813, ilha da Madeira

Categorias
  • Arquitectura e Engenharia Militares
    • Fortaleza de Transição
  • Documentos
    • Gravura / litografia
  • Pintura
    • Gravura
Descrição
The Government House at Madeira.
Litografia aguarelada, 17,9 x 24,4 cm.
Desenho de William Westall. A.R.A., gravura de J. Byrne e edição de T. Cadell & W. Davies, Strand, Londres, 11 de junho de 1813.
Colecção Rui Carita, Funchal.

William Westall (Londres, 12 out. 1781; idem, 22 jan. 1850) visitou por duas vezes a Madeira, primeiro integrado na expedição à Austrália do Cmdt. Matthew Flinders (1774-1814), em 1801, no navio Investigator, chegando a 1 de agosto e partindo quatro dias depois. Westall acompanhou os outros cientistas ao Pico Ruivo e passou a noite numa capela sobre o Funchal, que se supõe ser a de Nossa Senhora da Alegria, de que muito se queixou, regressando sozinho ao Funchal. Ao embarcar, teve um acidente e perdeu o material que teria desenhado. Em 1805, após o seu regresso da viagem à Austrália, voltaria e ficou então um ano na Madeira, deslocando-se depois à Jamaica. Teria feito na primeira viagem contactos na Ilha, dado ter pintado nessa segunda estadia a Quinta do Prazer de Robert Page (1775-1829). Mais tarde, editaria com o seu meio-irmão Richard Westall (1765-1836) e outros, algumas vistas da Madeira como Foreign Scenery, a series of picturesque and romantic scenery in Madeira, the Cape of Good Hope, Timor, China, Prince of Wales's Island, Bombay, Mahratta country, St. Helena and Jamaica, em 1811, que se tornaram financeiramente um sucesso, atraindo a atenção de Rudolf Ackermann (1764-1834), que contribuiu para alguns dos trabalhos. William Westall, mais tarde, como litógrafo, trabalhou ainda os desenhos do reverendo James Bulwer (1794-1879) feitos na Madeira e editados em Londres, em 1827.