Image
Arquipelago de Origem:
Funchal
Data da Peça:
2000-00-00
Data de Publicação:
15/09/2022
Autor:
Não identificado
Chegada ao Arquipélago:
2022-09-15
Proprietário da Peça:
Diário de Notícias do Funchal
Proprietário da Imagem:
Diário de Notícias do Funchal
Autor da Imagem:
Diário de Notícias do Funchal
Maria do Carmo Leite Monteiro Rodrigues, Funchal, 2000 (c.), ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    Maria do Carmo Leite Monteiro Rodrigues
    (1924-2014)
    Montagem do Diário de Notícias do Funchal, 2020, sobre fotografia de 2000 (c.).
    Funchal, ilha da Madeira

    Maria do Carmo Pimenta Leite Monteiro nasceu em 1924 na rua do Torreão, e com 17 anos viu o seu primeiro texto publicado no suplemento de Natal d’O Jornal, com o pseudónimo Suzana Pobre, que usaria até se casar com José M. S. Rodrigues. Em 1964, publica Dona Trabucha, a Costureira Bucha, incentivada por Cabral do Nascimento. Entre 1969 e 1971, dirigiu o jornal infantil A Canoa, suplemento do Eco do Funchal. Em 1968, instalou no Funchal a Cooperativa Ludos, o primeiro Atelier de Tempos Livres da Madeira, com cerca de 80 crianças. Colaborou ativamente na promoção do apoio às crianças, juventude e idosos. Foi fundadora do Comité Português para a Unicef, do Instituto de Apoio à Criança e da Associação Crianças Sem fronteiras. De 1974 a 1977 foi presidente da Comissão Distrital de Assistência do Funchal: desenvolveu a creche e o jardim de infância da instituição Auxílio Maternal, instalou um lar na Quinta do Vale Formoso e adaptou o Hospício da Princesa Dona Amélia a lar. Em 1977, foi nomeada diretora do Centro Polivalente do Funchal. Recebeu a Medalha de Mérito Cultural em 1992. Em 2011, foi distinguida pela Academia Brasileira de Letras. Morreu em 2014, nos Prazeres. (Roteiro Mulheres do Funchal, n.º 13, 2020)