Image
Arquipelago de Origem:
Funchal
Data da Peça:
1969-08-00
Data de Publicação:
26/06/2021
Autor:
Lourdes Castro e outros
Chegada ao Arquipélago:
2021-06-26
Proprietário da Peça:
Lourdes Castro
Proprietário da Imagem:
Lourdes Castro
Autor da Imagem:
Lourdes Castro e outros
Lourdes Castro, O Amor que purifica, agosto de 1969, ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    Lourdes Castro em O Amor que purifica (1969)
    Lourdes Castro (1930-), agosto de 1969
    Elenco: Leonor e Pitum Keil do Amaral, Eduarda e Marcelo Costa, José António Paradela, Lourdes Castro, René Bertholo, Jorge Sumares e Luiz Moreira.
    Funchal, ilha da Madeira.

    No verão de 1969, um grupo de amigos, reunidos no Funchal pelas circunstâncias felizes da vida, divertiu-se durante algumas semanas a realizar uma fotonovela, conjugando para tal uma sequência de diapositivos, dois filmes em Super 8 mm, voz reproduzida em fita magnética e duas canções de um disco de vinil. Daí resultou O Amor que purifica, uma paródia das convenções daquele género narrativo muito em voga na época. Um ano mais tarde, a mesma troupe – agora sem Pitum Keil do Amaral e Leonor Bettencourt – aventura-se, com o mesmo espírito, na realização de um filme em 16 mm, Trotoário Azul, insólita rêverie construída através da montagem descontínua de imagens e cenas improvisadas em diversos locais da Ilha da Madeira. Estes filmes foram apresentados depois em Paris, a 7 fev. e 11 jun. 1971, jul. 1972. Em 2013, estas duas obras improváveis foram ressuscitadas num DVD e transcritas num livro, ambos produzidos e editados pela Porta 33, no Funchal. Depois da sua antestreia na Casa-Museu Frederico de Freitas, a 7 dez. 2013, no Funchal, e de múltiplas projeções na Porta33, as versões em DVD destas duas obras foram exibidas publicamente em Lisboa, na Culturgest, a 3 e 5 abr. 2014, evocadas em conversa com alguns dos cúmplices que participaram na sua realização.