Image
Arquipelago de Origem:
Portugal
Data da Peça:
1997-00-00
Data de Publicação:
22/04/2020
Autor:
Paula Rego
Chegada ao Arquipélago:
2020-04-22
Proprietário da Peça:
Privado
Proprietário da Imagem:
Sotheby´s
Autor da Imagem:
Paula Rego
Looking Out, Paula Rego, 1997, Londres, Inglaterra

Categorias
    Descrição
    Looking Out
    Série “O Crime do Padre Amaro”
    Pastel sobre papel em suporte de alumínio, 179 x 129.5 cm.
    Paula Rego (1935; - ), 1997.
    Coleção particular.

    “Looking Out”, criada por Paula Rego em 1997, faz parte de uma série de trabalhos da pintora inspirados no livro “O Crime do Padre Amaro”, de Eça de Queirós, que conta a história de um jovem padre que mantém uma relação amorosa clandestina com uma empregada, Amélia. Esta tela – emblemática de toda a obra de Paula Rego em que denuncia a condição feminina – retrata Amélia, sozinha, debruçada na janela de uma casa, dando uma imagem de frustração e aprisionamento, enquanto espera o dia do parto.
    Dois quadros da pintora portuguesa Paula Rego, com uma base de licitação mínima global superior a 1,5 milhões de euros, foram leiloados em julho de 2015, em Londres, pela Sotheby´s. As obras intitulam-se “The Cadet and his Sister” (1988), um acrílico em papel sobre tela, com uma estimativa entre 835 mil euros e 1,1 milhões de euros, que foi vendido por 1,35 milhões de euros, a peça portuguesa mais cara até então vendida em leilão e “Looking Out” (1997), um pastel sobre papel em suporte de alumínio, com estimativa entre 695 mil euros e 975 mil euros, que foi arrematado por 1.360.941 euros.
    “The Cadet and his Sister” aborda o tema da despedida, mostrando um cadete vestido com o uniforme do Colégio Militar, de partida para o combate, que se despede da irmã enquanto ela se ajoelha e ata os sapatos. O tema da despedida remete para um importante acontecimento na vida pessoal da pintora portuguesa, porque, em 1988, faleceu o marido de Paula Rego, também artista, Victor Willing.
    A pintora portuguesa, que completou 80 anos em janeiro deste ano, começou a desenhar ainda criança e partiu para a capital britânica com apenas 17 anos, para estudar na Slade School of Fine Art. (Observador, 1 de julho de 2015)