Image
Arquipelago de Origem:
Angústias (Funchal)
Data da Peça:
1908-00-00 00:00:00
Data de Publicação:
07/05/2022
Autor:
Ella Du Cane
Chegada ao Arquipélago:
2022-05-07
Proprietário da Peça:
Privado
Proprietário da Imagem:
Privado
Autor da Imagem:
Ella Du Cane/Privado
Latada de quinta madeirense sobre a baía com pavão, aguarela de Ella Du Cane, Funchal, 1908 (c.), ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    Latada de quinta madeirense sobre a baía com pavão.
    Quinta Pavão ou Quinta Bianchi
    Aguarela sobre papel, 29,5 x 44 cm.
    Ella Du Cane (1874-1943), 1908 (c.).
    Vendido em Londres, Inglaterra, leilão de 20 mar. 2017, por £ 700.
    Coleção particular, Inglaterra.

    Ella Du Cane (Hobart, Tasmania, 1874; Mountains, Inglaterra, 25 nov. 1943). Filha de Sir Charles du Cane, governador britânico da Tasmânia, regressou depois com a família a Inglaterra, fixando-se em Braxted Park, no Essex e expondo pela primeira vez na prestigiosa New Society of Painters in Wather Colours, em 1893, recolhendo a admiração da rainha Victória (1819-1901), que entre dez. 1895 e ago. 1898, lhe adquiriu 26 trabalhos. Face ao sucesso das suas aguarela, em 1902 expõe na Índia e, em 1904, passa pela Madeira, onde voltará em 1908 e 1910, pelas Canárias, percorre o Japão e, em 1905, a Itália. As suas aguarelas de Itália seriam editadas em 1908, The Italian Lakes, com texto de Richard Bagot (1860-1921) e reeditadas em 1912, as do Japão, como The Flowers and Gardens of Japan, com texto da sua irmã Florence Du Cane (1869-1955), também em 1908 e, no ano seguinte, The Flowers and Gardens of Madeira, 1909 e, em 1911, The Canary Islands, também com textos de Florence. O volume de 1909 sobre a Madeira teve reedição em 1926, pelo mesmo editor Adam & Charles Black.