Image
Arquipelago de Origem:
São Roque (Funchal)
Data da Peça:
1802-00-00
Data de Publicação:
16/02/2021
Autor:
António Vila Vicêncio
Chegada ao Arquipélago:
2021-02-16
Proprietário da Peça:
Paróquia de São Roque
Proprietário da Imagem:
Privado
Autor da Imagem:
Privado
Inscrição da fachada da igreja matriz de São Roque, 1802, Funchal, ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    Inscrição da fachada da igreja matriz de São Roque.
    Na feliz regencia do Sereníssimo Princepe D. Ioão, nosso Senhor, à custa de sua real fazenda foi mandado leuantar este templo consagrado ao gloriozo S. Roque, debaixo da inspeção da Real Junta em o anno do Ssenhor de MDCCCII
    Reconstrução de João António Vila Vicêncio (c. 1720-1796), 1790 a 1802.
    Fotografia de 29 de fevereiro de 2012.
    Largo de São Roque, Funchal, ilha da Madeira.

    Reforma do engenheiro e mestre das obras reais João António Vila Vicêncio (c. 1720-1796); mestre entalhador Estêvão Teixeira de Nóbrega (1746-1833).
    Cronologia: 1579, 3 Mar. - alvará régio para o bispo D. Jerónimo Barreto erigir em freguesia a ermida de São Roque, até então territorial de São Pedro, com ordenado ao 1º vigário de 14$000 réis em dinheiro, 30 alqueires de trigo e ¼ de vinho; 1581, 16 Jun. - alvará régio da mercê anual de 4$000 réis para a fábrica da Igreja; 1589, 16 Jan. - alvará régio de acrescentamento de 5$000 réis 30 alqueires de trigo e ¼ de vinho ao vigário para ter de ordenado 19$000 réis, um moio de trigo e uma pipa de vinho; 1590, 14 Mar. - alvará régio em virtude da visitação do bispo D. Luís Figueiredo de Lemos, para se fazer a sacristia e vestuário; Sécs. 16 / 17 - data provável da arca das 3 chaves da matriz; 1678, 20 Jun. - ordem do Conselho da Fazenda para se dar à igreja uma cruz de prata; 1704, 19 Mai. - ordem do Conselho da Fazenda para se arrematar a obra da nova igreja e sacristia por 795$000 réis; Séc. 17, 2ª metade - data das imagens de São Joaquim e Santana; 1712, 30 Abr. - ordem do Conselho da Fazenda para a remeça de 702$000 réis para o pagamento de ornamentos de damasco; 1788 - data do lampadário da capela do Santíssimo; 1790, inícios - abatimento do templo, iniciando-se logo a reconstrução; 30 Jul. a 1791, Set. - pagamentos ao Mestre das obras reais João António Vila Vicêncio (c. 1720-1796), de 2:428$260 pela assistências às obras da nova Igreja; 1802 - data da inscrição: "Na feliz regencia do Sereníssimo Princepe D. Ioão, nosso Senhor, à custa de ssua real fazenda foi mandado leuantar este templo consagrado ao gloriozo S. Roque, debaixo da inspeção da Real Junta em o anno do Ssenhor de MDCCCII"; Séc. 19, inícios - recolha na matriz de telas e pratas do convento de São Francisco; 1896 - data da assinatura de Anastácio Bello (Manuel Anastácio da Silva, 1868-1938), no "Baptismo de Cristo"; Séc. 20, inícios - pintura do tecto da capela-mor, provavelmente por António Gouveia.