Image
Arquipelago de Origem:
Rio de Janeiro (Brasil)
Data da Peça:
1800-00-00 00:00:00
Data de Publicação:
20080419
Autor:
António José Torres
Chegada ao Arquipélago:
2005-05-28 00:00:00
Proprietário da Peça:
AHM
Proprietário da Imagem:
AHM
Autor da Imagem:
Rui Carita
Ilha das Cobras, 1800 (c.)

Categorias
  • Armamento e fardamento militares
    • Modelos e material de instrução
  • Arquitectura e Engenharia Militares
    • Abaluartada
  • Documentos
    • Desenho / aguarela
    • Manuscrito s/papel
    • Planta / alçado / corte
  • Fotografia / imagem
    • Costumes
    • Paisagens rurais e urbanas
  • Personalidades
    • Engenheiros e arquitectos
    • Militares
  • Pintura
    • Aguarela
    • Desenho
Descrição
Plano da Fortaleza da Ilha das Cobras
Rio de Janeiro, Brasil.
Mss. aguarelado, 28,5 x 17,5
António José Torres, 1800 (c.).
Pertence a um conjunto de Desenhos dos alunos da Academia Real de Fortificação, Artilharia e Desenho, n.º 7.
Finais do século XVIII (c. 1800).
Desenhos à pena, alguns aguarelados (18 desenhos); 29,1 x 22,1 a 52,9 x 81,7 cm.
Lisboa, AHM (10/E1201/GR/1) (antiga 3/10/1590-1 a 18).

Segundo o engenheiro-mor Azevedo Fortes, no Engenheiro Português, de 1728/29, já se estabelecia que “os que houverem de fazer profissão da Fortificação e da Geometria poderão começar por copiar as Estampas, para as ter à vista estudando; e este trabalho lhes não será inútil, exercitando-se a riscar as plantas, como lhes é preciso”. Aliás, o mesmo se passava na escola da Baía, no Brasil, existindo no Arquivo Histórico Ultramarino uma colecção de desenhos semelhantes de um dos partidistas daquela Aula, Inácio José (Cartografia Manuscrita, 992). Exposto, entre outros vezes, in Conhecimento e Definição do Território. Os Engenheiros Militares (séculos XVII - XIX), exposição com textos e organizada por Rui Carita e outros, Torre do Tombo, n.º 28, Lisboa, 2003, pp. 35 a 37.