Image
Arquipelago de Origem:
Funchal
Data da Peça:
1922-00-00
Data de Publicação:
29/01/2021
Autor:
Photographia Vicentes
Chegada ao Arquipélago:
2021-01-29
Proprietário da Peça:
ABM/ARM
Proprietário da Imagem:
ABM/ARM
Autor da Imagem:
ABM/ARM
Horácio Bento de Gouveia, Funchal, 1922, ilha da Madeira.

Categorias
    Descrição
    Horácio Bento de Gouveia com 21 anos de idade
    (1901-1983)
    Funchal, 1922.
    Arquivo Regional e Biblioteca Pública da Madeira, Photographia Vicente, n.º inv. 569,
    Pub. Lisandra Ornelas Faria, “A Identidade Madeirense: Contributos das Crónicas Jornalísticas de Horácio Bento de Gouveia” in Arquivo Histórico da Madeira, Nova Série, n.º 1, 2019, p. 724.

    Horácio de Ornelas Bento de Gouveia (Ponta Delgada, Solar do Ladrilho, 5 set. 1901; Funchal, 23 maio 1983). Filho de Francisco Bento de Gouveia e de Firmina Matilde de Ornelas Bento de Gouveia, foi aluno na Escola do Pico, no Liceu do Funchal e na Faculdade de Letras de Lisboa, onde se licenciou em Ciências Históricas e Geográficas, no ano 1930. Foi professor em diversos Liceus de Lisboa, entre eles o de Gil Vicente, e no Liceu Nacional do Funchal, depois de Jaime Moniz, deixando uma vasta obra inspirada nos usos e costumes regionais, através da sua atividade jornalística, com colaboração em múltiplos jornais e na produção literária, o que o tornou numa das figuras incontornáveis da cultura do Estado Novo na Madeira. Em agosto de 1980, foi homenageado pela Câmara Municipal do Funchal, com a atribuição da Medalha de Ouro da Cidade, a que seguiu, em outubro do mesmo ano, a Câmara Municipal de São Vicente, atribuindo-lhe também uma medalha e colocando uma lápide no Solar do Ladrilho (casa onde nasceu e posteriormente veio a ser adaptada para Casa-Museu, em Ponta Delgada, pelos herdeiros, em 1986), sendo o seu nome dado à antiga escola preparatória da Cruz de Carvalho do Funchal, acima do Hospital regional.