Image
Arquipelago de Origem:
Portugal
Data da Peça:
1680-00-00
Data de Publicação:
08/01/2022
Autor:
Oficina portuguesa
Chegada ao Arquipélago:
2022-01-08
Proprietário da Peça:
Privado
Proprietário da Imagem:
Cabral Moncada Leilões 2021
Autor da Imagem:
Cabral Moncada Leilões, 2021
Grande Candelabro das Trevas ou tenebrário, trabalho português, 1680 (c.), Portugal

Categorias
    Descrição
    Grande Candelabro das Trevas ou tenebrário
    Candelabro em pau-santo entalhado e vazado, de secção triangular, decorado com enrolamentos e volutas; perna de coluna central torneada em espiral, assente sobre três pés ornados com enrolamentos vazados; copos do castiçal em bronze dourado (de fabrico posterior) com 15 lumes.
    Alt. aprox.: 240 cm.
    Oficina portuguesa do séc. XVII, 1680 (c.)
    Cabral Moncada Leilões, 5, 6 e 7 jul. 2021, lote 140, avaliado em 15.000 a 25.000 euros.
    Coleção particular, Lisboa, Portugal.

    Um tenebrário é um candelabro de forma triangular com 13 ou 15 velas, dispostas escalonadamente, que se vão apagando progressivamente durante o ofício religioso de Sexta-feira Santa. Neste ofício são lidos os salmos do profeta Jeremias, e o tenebrário fica no presbitério. As suas velas, de cera amarela, vão sendo apagadas uma a uma no final de cada salmo de matinas e laudes, começando pelo ângulo inferior direito, ficando acendida apenas a mais alta, denominado “galo das trevas”, que em alguns sítios costuma ser de cor branca.