Image
Arquipelago de Origem:
Funchal
Data da Peça:
1921-09-23
Data de Publicação:
13/06/2022
Autor:
Diário de Notícias do Funchal
Chegada ao Arquipélago:
2022-06-13
Proprietário da Peça:
ABM/ARM
Proprietário da Imagem:
ABM/ARM
Autor da Imagem:
ABM/ARM
Governador civil do Funchal não veio ontem de Lisboa, In Diário de Notícias, Funchal, 23 de setembro de 1921, ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    Governador civil do Funchal não veio ontem de Lisboa.
    Fernandes Costa (1867-1925).
    Lugar para que fora nomeado a 20 de setembro de 1921
    In Diário de Notícias, direção de Ciríaco de Brito Nóbrega (1856-1928), Funchal, 23 de setembro de 1921, p. 1, ilha da Madeira.

    Francisco José de Meneses Fernandes Costa (1867-1925)
    Nascido na Foz de Arouce, Lousã, veio a frequentar a Universidade de Coimbra e a fixar-se desde novo em Lisboa. Já então aderira ao Partido Republicano Português, tal como à maçonaria. A sua carreira política iniciou-se pelo governo civil de Coimbra, lugar que ocupou logo em 1910, vindo depois a ocupar as pastas da Marinha e Colónias, entre 1912 e 1913, e, de novo, em 1915 e assim sucessivamente, mas sempre de forma mais ou menos efémera, como foram os mais de 20 governos da Primeira República Portuguesa. Protagonizou, inclusivamente um dos gabinetes mais curtos, o do 22º governo, conhecido como o “Governo dos Cinco Minutos”, nomeado a 15 de janeiro de 1920 e obrigado a demitir-se no mesmo dia. Foi nomeado governador civil do Funchal a 20 de setembro de 1921, mas nunca chegou a tomar posse na Madeira dada a instabilidade política da época. A greve trecho retirava-se para a Figueira da Foz, onde faleceria a 19 de julho de 1925.