Image
Arquipelago de Origem:
Londres
Data da Peça:
1796-00-00
Data de Publicação:
05/02/2021
Autor:
Dudley Adams
Chegada ao Arquipélago:
2021-02-05
Proprietário da Peça:
Academia Militar
Proprietário da Imagem:
José Paulo Ruas/MNA
Autor da Imagem:
José Paulo Ruas
Globo Terrestre, Dudley Adams, Londres, 1788-1796 (c.), Biblioteca da Academia Militar, Lisboa, Portugal.

Categorias
    Descrição
    Globo Terrestre de Dudley Adams.
    Par de globo celeste.
    Séc. XVIII, madeira, metal, tela, papier mâché, gesso, papel, 90 cm (globo), alt. 1,25 m (base)
    Dudley Adams (1762-1830), 1788-1796 (c.).
    Fotografia de José Paulo Ruas para o catálogo da exposição Identity and culture, Sharjah Archaeological Heritage (UAE), Lisboa e Saragoça, 2019, ficha de Mário Varela Gomes, pp. 122-123.
    Biblioteca da Academia Militar, Lisboa, Portugal.

    Modelo terrestre esférico, seguindo conceito que ascende ao tempo de Pitágoras (séc. VI A.C.), construído por Dudley Adams (1762-1830), com imagem de John Senex datada de 1740. Constitui par com outro globo representando a abóbada celeste, desconhecendo-se quando e como foram adquiridos. O autor do mapa distinguiu-se como geólogo, geógrafo, cartógrafo, explorador, astrónomo e gravador, tendo sido amigo do grande astrónomo Edmond Halley. Os globos, tanto produzidos por J. Senex como por D. Adams, filho de G. Adams (1709-1772), outro construtor de globos e que em 1769 forneceu instrumentos usados por James Cook na expedição aos Mares do Sul, constituem hoje peças muito apreciadas e expostas em grandes museus. O globo celeste conserva cartela com a seguinte inscrição: GLOBO CELESTE / no qual a Verdadeira Face dos Céus é delineada: / as Constelações contendo para cima de 2000 Estrelas mais / do que em quaisquer Globos anteriores, são estabelecidos a partir  / das mais recentes & Precisas / Observações de Astrónomos / e ajustado ao Ano de 1740. / por Jo.N SENEX F. R. S. / Feito por D. ADAMS only . . .  Produzido / Fabricante de Instrumentos Matemáticos / Charing Cross . . . and / . . .  [MVG] A exposição Identidade e Cultura, Património Arqueológico de Sharjah, um dos Emirados Árabes Unidos, foi inaugurada no dia 14 de novembro de 2019, com a presença da Ministra da Cultura, Graça Fonseca e o Xeque Sultão Bin Ahmed Al-Qasimi, Presidente do Conselho de Comunicação Social de Sharjah, em representação de sua Alteza Xeque Doutor Sultão bin Muhammad Al-Qasimi, Emir de Sharjah e esteve patente ao público até ao fim do ano de 2020. Esta exposição nasceu da colaboração estabelecida entre a Missão Arqueológica Portuguesa em Sharjah (IAP/NOVA Lisboa), ali a trabalhar desde 2017 e a Autoridade para a Arqueologia daquele Emirado, assim como do pronto acolhimento dispensado pelo Museu Nacional de Arqueologia.