Image
Arquipelago de Origem:
México
Data da Peça:
1730-00-00
Data de Publicação:
24/04/2021
Autor:
Oficina colonial do México (?)
Chegada ao Arquipélago:
2021-04-24
Proprietário da Peça:
Manuel Castilho Antiguidades
Proprietário da Imagem:
Manuel Castilho Antiguidades
Autor da Imagem:
Manuel Castilho Antiguidades
Estante de missal, México, 1730 (c.), Manuel Castilho Antiguidades, Rua D. Pedro V, Bairro Alto, Lisboa, Portugal.

Categorias
    Descrição
    Estante de missal.
    Madeiras diversas, metal e osso, 40 x 27 x 37 cm (aberto).
    Oficina colonial do México (?), 1730 (c.).
    Pub. Oriente e Ocidente 2: Por mares nunca dantes navegados, Lisboa, Manuel Castilho Antiguidades, 2008, 12, pp. 54-57.
    Manuel Castilho Antiguidades, Rua D. Pedro V, Bairro Alto, Lisboa, Portugal.

    Estante de missal articulada, de modelo oriental, provavelmente inspirada em protótipos provenientes das Filipinas, China ou Japão, que chegavam regularmente ao México nos navios da rota de Acapulco. O trabalho de embutidos geométricos é em várias madeiras e osso. Estante de missal articulada, de modelo oriental com trabalho de embutidos geométricos em várias madeiras e osso. Este modelo é na realidade derivado de estantes Islâmicas para repousar o Corão, desdobráveis, com duas tábuas de iguais dimensões articuladas por dobradiças. A zona de apoio oblíqua, quando aberta a estante apresenta complexo trabalho de embutidos com um motivo dominante central de duas grandes estrelas de oito pontos sobrepostas, tendo a exterior mais quatro estrelas menores concêntricas, no seu interior. Estas estrelas são ladeadas por duas cruzes embutidas com peanha em osso, encimadas por círculos concêntricos de madeira metal e osso. O travão é liso na face superior exceto por uma moldura em filete de madeira escura. Já a face inferior apresenta uma composição geométrica ladeada por duas pequenas cruzes. A face dianteira do pé anterior está decorada ao centro com uma cruz com base em osso, ladeada por retângulos com um losango central e complexo padrão de embutidos em madeira.
    Esta estante de missal articulada terá, provavelmente, sido inspirada em modelos orientais, provenientes das Filipinas, China ou Japão, que chegavam regularmente ao México Vice-Reinal nos navios da rota de Acapulco. A decoração embora revelando um grau de exuberância típico das oficinas coloniais filia-se em modelos alemães e flamengos em que composições de embutidos à base de estrelas e losangos de madeiras de tonalidades contrastantes eram comuns no século XVII ou segundo alguns autores até em modelos Mudéjar muito mais antigos [1]. Encontra-se estante de missal algo semelhante no “Museum of International Folk Art, New México, Santa Fé” [2].
    1 Mexico-Splendors of Thirty Centuries – The Metropolitan Museum of Art, N.Y. 1990, p.450
    2 Pierce, Dona and Palmer, Gabrielle – Câmbios: The spirit os Transformation in Spanish Colonial Art, Santa Barbara Museum of Art, 1992.