Image
Arquipelago de Origem:
Baía (Brasil)
Data da Peça:
1704-00-00
Data de Publicação:
29/09/2020
Autor:
Oficina de João Antunes (atr.)
Chegada ao Arquipélago:
2020-09-29
Proprietário da Peça:
Museu da Misericórdia da Bahia
Proprietário da Imagem:
Fábio Marconi/Museu da Misericórdia da Bahia
Autor da Imagem:
Fábio Marconi
Escultura e átrio superior das escadas da Misericórdia de Salvador da Bahia, oficina de Lisboa, 1704 (c.), Bahia, BA, Brasil

Categorias
    Descrição
    Escultura e átrio superior das escadas da Misericórdia de Salvador da Bahia
    Retrato de provedor de 1700 (?)
    Mármores vários embrechados.Oficina de Lisboa, com provável projeto de João Antunes (1643-1712) e montagem pelo mestre Gabriel Ribeiro (Porto, c. 1660; Bahia, 1719), 1704.
    Fotografia de Fábio Marconi, 2018
    Museu da Misericórdia da Bahia.
    Rua da Misericórdia, Baía, BA, Brasil.

    O mestre Gabriel Ribeiro (Porto, c. 1660; Bahia, 1719) veio com apresentação da Câmara Municipal do Porto, pouco depois de 1690, como mestre carpinteiro, provavelmente, a pedido da Misericórdia de Salvador da Bahia e para as suas grandes obras então em curso, tendo sido admitido como irmão menor em 1698. Em 1704 ganhou o concurso para a montagem da importante escadaria da Santa Casa em mármores embutidos, altura em que igualmente deve ter vindo o lavabo e, por certo também por ele montado. A Santa Casa da Misericórdia de São Salvador da Baía de Todos os Santos foi fundada pelo governador Tomé de Sousa (1503-1579), quando da sua chegada e fundação da nova cidade, por 1549, embora o primeiro documento que se lhe refere, como orfanato, seja de agosto de 1552. Só 10 anos depois e com o governador Mem de Sá (1500-1573) terá começado a funcionar regularmente. O inicial edifício foi demolido para ampliação em 1690 e 1691, datando dos anos seguintes as referências às obras já efetuadas, como o claustro, de 1702, e assim sucessivamente.