Image
Arquipelago de Origem:
Portugal
Data da Peça:
1367-00-00 00:00:00
Data de Publicação:
20190507
Autor:
Casa da Moeda de Lisboa
Chegada ao Arquipélago:
2019-05-06 00:00:00
Proprietário da Peça:
Museu da Casa da Moeda
Proprietário da Imagem:
Museu da Casa da Moeda
Autor da Imagem:
Museu da Casa da Moeda
Dobra Pé Terra, D. Fernando (verso), 1367-1383, Museu da Casa da Moeda, Lisboa, Portugal

Categorias
  • Bibliografia
    • Catálogos, guias e roteiros
  • Documentos
    • Lápides e inscrições
  • Escultura
    • Outros Materiais
  • Fotografia / imagem
    • Costumes
  • Heráldica, emblemática e numismática
    • Numismática e afins
  • Personalidades
    • Reis e rainhas, infantes e regentes
Descrição
Dobra Pé Terra, D. Fernando (verso)
(1345-1383)
Ouro, 28 mm, 5,05 g.
1367-1380
Museu da Casa da Moeda ( MCM 4282), Lisboa, Portugal

A Dobra pé-terra foi cunhado no reinado de D. Fernando I, mas substituída pelo Gentil, quando o monarca sentiu o aumento da inflação provocado pela guerra com Castela e que alterou o valor das espécies monetárias. No anverso da moeda o rei está figurado em corpo inteiro, à frente do trono, com a coroa e a espada. O reverso apresenta no campo as cinco quinas envolvidas por oito castelos, dispostos num desenho circular muito característico. Fernão Lopes descreveu assim a existência do Gentil, muito afetada pela subida do valor do ouro: fez outra moeda de ouro a que chamavam gentis de um ponto, valendo quatro libras e meia, e depois outros gentis de dois pontos, de mais pequeno peso, do valor de quatro libras a peça, e depois outros terceiros que valiam três libras e meia e depois lavrou os quartos que valiam três libras e cinco soldos. D. Fernando I (Lisboa, 31 Out. 1345; idem, 22 Out. 1383). Filho do rei D. Pedro I e de D. Constança de Castela veio a casar com D. Leonor Teles de Meneses, na igreja do mosteiro de Leça do Bailio, a 15 Mar. 1372. Envolveu-se por três vezes em guerras com Castela, por influência do duque de Lencastre e no quadro da Guerra dos Cem Anos, chegando Lisboa a ser assediada por tropas castelhanas. Com a sua morte e dado que a única filha, D. Beatriz, casara com João I de Castela, o país mergulhou na crise de 1383 a 1385, vindo a subir ao trono o seu meio-irmão, D. João, Mestre de Avis.