Image
Arquipelago de Origem:
Belém
Data da Peça:
1716-00-00
Data de Publicação:
20/06/2021
Autor:
Oficinas de Lisboa e de Roma
Chegada ao Arquipélago:
2021-06-20
Proprietário da Peça:
Museu Nacional dos Coches
Proprietário da Imagem:
Museu Nacional dos Coches
Autor da Imagem:
Museu Nacional dos Coches
Coche dos Oceanos, da Embaixada a Roma de 1716, Museu Nacional dos Coches, Portugal

Categorias
    Descrição
    Coche dos Oceanos da embaixada do 1º marquês de Abrantes e de Fontes
    Rodrigo Anes de Sá Almeida e Meneses (1676-1733), 1º marquês de Abrantes e depois, também 3º marquês de Fontes
    Viatura de aparato, com talha e tecidos vários, 720 x 255 x 337 cm.
    Trabalho italiano de Roma, 1716 (c.).
    Museu Nacional dos Coches (Inv. N.º 0011), Lisboa.

    Carro triunfal com alegoria de talha dourada representando Apolo, deus do Sol, ladeado pela Primavera e o Verão, tendo a seus pés os Oceanos Atlântico e Índico, unidos pelas Navegações Portuguesas, provavelmente entalhada em Lisboa e remontada depois em Roma. Fazia parte do conjunto de cinco coches temáticos e dez de acompanhamento que integraram o cortejo da Embaixada ao Papa Clemente XI (Giovanni Francesco Albani, 1649-1700-1721), enviada a Roma pelo rei D. João V (1689-1750) em 1716. Entre 1995 e 1998 o coche foi profundamente restaurado. A intervenção foi feita, utilizando as técnicas da época, nas madeiras (esculturas, rodados e banqueta central), na douradura, nos têxteis (veludos, bordados, sedas, cortinas, almofadas), nos couros e nos metais. O livro de Luca Chracas, escritor italiano que, em 1716, relatou minuciosamente o acontecimento, assim como as viaturas e seus aparatos, ajudou à fidelidade do restauro.