Image
Arquipelago de Origem:
Freguesia da Sé (Funchal)
Data da Peça:
1940-00-00 00:00:00
Data de Publicação:
14/09/2022
Autor:
Alfredo Miguéis
Chegada ao Arquipélago:
2022-09-14
Proprietário da Peça:
Câmara Municipal do Funchal
Proprietário da Imagem:
CMF
Autor da Imagem:
CMF
Cidade do Funchal, alegoria de Alfredo Miguéis, 1940, salão nobre da Câmara Municipal do Funchal, ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    Cidade do Funchal
    Óleo sobre tela, Alfredo Miguéis (1883-1943), 1940.
    Fotografia de 2020.
    Salão Nobre da Câmara Municipal do Funchal, ilha da Madeira.

    Alfredo Vital Miguéis (Funchal, 23 abr. 1883; idem, 10 jun. 1943). Filho de Joaquim Francisco Miguéis e de Elisa Sara Aguiar Miguéis, frequentou a Escola Industrial do Funchal, matriculando-se na Academia Real de Belas-Artes, onde completou o curso de Pintura Histórica em 1911, tendo sido discípulo de Columbano Bordalo Pinheiro (1857-1929). Em 1911 participou com alguns óleos numa exposição na Sociedade Nacional de Belas Artes, satirizados por Francisco Valença (1882-1962), com texto de Carlos Simões, em A Sátira, revista humorística de caricaturas, ano 1, nº 4, Lisboa, 1 de junho de 1911. No ano seguinte, 1912, no entanto, recebeu o prémio do legado Visconde de Valmor, para pensionista no estrangeiro, seguindo para Madrid e Paris, vindo a participar entre muitas outras, na célebre Exposição dos Modernistas de Lisboa de 1923. Professor da Escola Industrial do Funchal, era na altura do seu falecimento vogal da vereação camarária e tendo deixado o corpo principal da sua obra à Câmara do Funchal, a mesma veio a perder-se totalmente num incêndio na área da torre do palácio de São Pedro, pouco tempo depois.