Image
Arquipelago de Origem:
São Pedro (Funchal)
Data da Peça:
1700-00-00
Data de Publicação:
15/09/2022
Autor:
Mestre local
Chegada ao Arquipélago:
2022-09-15
Proprietário da Peça:
Instituto de Gestão da Água
Proprietário da Imagem:
Paulo Santos Perneta/Wiki
Autor da Imagem:
Paulo Santos Perneta/Wiki
Casa dos Abudarham e depois Ornelas e Vasconcelos Tomaszewski, 1700 (c.), Rua dos Ferreiros, Funchal, ilha da Madeira.

Categorias
    Descrição
    Casa Tomaszewski.
    Alvenaria de pedra esculpida e aparente, 1700 (c.).
    Antiga residência dos Abudarham e depois Ornelas e Vasconcelos Tomaszewski.
    Instituto de Gestão da Água.
    Fotografia de Paulo Santos Perneta, 25 de agosto de 2020.
    Rua dos Ferreiros, nºs. 148 e 150, Funchal, ilha da Madeira.

    Em 1880 nasce, na casa familiar na Rua dos Ferreiros (mais tarde, Casa Tomászewski), Joana Sultana Abudarham, no seio de uma família judia fixada na Madeira em tempos de seu avô José Abudarham. Dedicada ao comércio, a família prosperou, sendo uma das mais distintas da sociedade da época. Entre as amigas de Joana contavam-se as irmãs Sauvayre, Luzia e Laura Veridiana de Castro - uma elite de mulheres cultas e ricas, com intensa vida social. Tal como a mãe e a avó, preocupava-se com os mais desfavorecidos, sendo membro da Cruz Vermelha da Madeira, tendo acudido os feridos na Revolução de 1931. Com uma personalidade artística, participou com intuitos beneficentes em peças de teatro escritas por Matilde Sauvayre e também da organização de eventos diversos para apoiar causas como a Escola de Artes e Ofícios ou os mutilados da guerra. Aos 18 anos, conheceu António Nobre, que, impressionado, lhe dedicou alguns versos. Na Quinta de São Roque, para onde foi viver após a viuvez, reunia-se regularmente a intelectualidade do Funchal, em memoráveis saraus e tertúlias por si organizados. Faleceu aos 96 anos, em 1976, sendo a última pessoa a ser sepultada no cemitério israelita do Funchal. (Roteiro Mulheres do Funchal, n.º 9, 2020)