Image
Arquipelago de Origem:
Lisboa (cidade)
Data da Peça:
1982-04-00
Data de Publicação:
22/11/2020
Autor:
Manuel Cargaleiro
Chegada ao Arquipélago:
2020-11-22
Proprietário da Peça:
Herdeiros Freitas Branco
Proprietário da Imagem:
Palácio Correio Velho
Autor da Imagem:
Palácio Correio Velho
Cartaz para a ópera Turandot de Giacomo Puccini, Manuel Cargaleiro, Teatro Nacional de São Carlos, abril de 1982, Lisboa, Portugal

Categorias
    Descrição
    Cartaz para a ópera Turandot de G. Puccini
    Giacomo Puccini (1858-1924), Turandot, 1923 a 1924, somente representada em 1926.
    Manuel Cargaleiro (n.1927).
    Assinado, edição não numerada.
    Dim. aprox.: 68 x 48 cm.
    Proveniente da família Freitas Branco.
    Palácio Correio Velho, leilão 1453, novembro 2020, Lote 21, Lisboa, Portugal.

    Manuel Cargaleiro (Castelo Branco, 1927; ). Nascido em Chão das Servas, Vila Velha de Ródão, Castelo Branco, em 1928 já residia na Caparica, tendo iniciado a sua atividade artística como ceramista, em 1945, na olaria de José Trindade e, em 1948, na Fábrica Santana, em Lisboa. Tendo em Paris, em 1954, contatado com a obra de Maria Helena Vieira da Silva (1908-1992), passa para o seu círculo de amigos, efetuando depois inúmeras exposições nacionais e internacionais, podendo-se destacar a sua participação no The Second Internacional Contemporary Art Fair em Londres, 1985; na Feira Internacional de Arte Contemporânea (FIAC 82); na exposição da Coleção Mário Soares no Museu do Chiado, 1996; e na exposição Les Trente Ans de la Galerie Jacob na Galerie Jacob em Paris, também em 1996. Foi agraciado com a Ordem da Cruz de Santiago da Espada pelo Presidente da República Portuguesa, e com o Grau de Officier des Arts et des Lettres pelo Governo Francês. Em 1990 constitui a Fundação Manuel Cargaleiro, na margem Sul do Tejo e, em 2011, o Museu Cargaleiro, em Castelo Branco, distrito onde nasceu.