Image
Arquipelago de Origem:
Santo Amaro (Funchal)
Data da Peça:
2022-10-18
Data de Publicação:
25/11/2023
Autor:
Vários
Chegada ao Arquipélago:
2023-11-25
Proprietário da Peça:
Torre do Capitão, Núcleo Histórico e Museológico de Santo Amaro
Proprietário da Imagem:
DRC
Autor da Imagem:
DRC
Apresentação dos azulejos exumados na área da Torre do Capitão, a Santo Amaro, na altura da assinatura do auto de entrega, Funchal, 18 de outubro de 2022, ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    Apresentação dos azulejos exumados na área da Torre do Capitão, a Santo Amaro, na altura da assinatura do auto de entrega da CMF ao futuro Museu de Arqueologia da Madeira
    Com Sandra Assunção Nóbrega, Teresa Brazão, Eduardo Jesus, Pedro Calado e arqueóloga Clara Batista Ramos.
    Fotografia da DRC de 18 de outubro de 2022.
    Material já anteriormente apresentado no Museu A Cidade do Açúcar, a 19 de março de 2021.
    Torre do Capitão, Núcleo Histórico e Museológico de Santo Amaro, Caminho de Santo Amaro, Funchal, ilha da Madeira

    Toda esta área foi objeto de escavações arqueológicas entre 1998 e 2000, a cargo do gabinete da CM Funchal e sob direção da arqueóloga Dr.ª Clara Batista Ramos, abrindo depois como núcleo museológico em 2000, mas encerrou, entretanto, tendo sido objeto de nova reabilitação em 2021.
    Na Torre do Capitão - Núcleo Histórico e Museológico de Santo Amaro, encontra-se a Capela de Santo Amaro. Esta capela deve ter sido edificada sobre uma mais antiga, a capela de Madre Deus, enquadrada num núcleo agrícola e habitacional, com uma torre de vigia, a designada «Torre do Capitão», cuja construção remontará a cerca de 1460 sob as ordens de Garcia Homem de Sousa, fidalgo, casado com D. Catarina da Câmara, filha de João Gonçalves Zarco. Na Capela de Santo Amaro anotam-se elementos típicos da arquitetura religiosa, insular, do século XVII, como a pia de água benta e os azulejos, hoje sobre a porta lateral, mas que cobriram, anteriormente, quase toda a nave da capela (Texto Cultura Madeira).