Image
Arquipelago de Origem:
Santo Amaro (Funchal)
Data da Peça:
1452-00-00
Data de Publicação:
24/11/2023
Autor:
Não identificado
Chegada ao Arquipélago:
2023-11-24
Proprietário da Peça:
DRC
Proprietário da Imagem:
DRC
Autor da Imagem:
DRC
Torre do Capitão, 1452 a 1460 (c.), Núcleo Histórico e Museológico de Santo Amaro, Caminho de Santo Amaro, Funchal, ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    Torre do Capitão
    Alvenaria de pedra aparente e rebocada com seteiras com molduras de tijoleira, 1452 a 1460 (c.).
    Fotografia da DRC, 2021.
    Torre do Capitão, Núcleo Histórico e Museológico de Santo Amaro, Caminho de Santo Amaro, Funchal, ilha da Madeira

    Torre que será a base da antiga residência de Garcia Homem de Sousa, genro de Zarco (c. 1390-1471) por ter casado com Catarina Gonçalves da Câmara. Apresenta porta gótica e seteiras baixas em dois dos panos de parede, tal como um importante cunhal de cantaria, indicativo de ter tido mais pisos, inclusivamente, para ter chegado aos nossos dias como Torre do Capitão. A construção torreada é logo mencionada nos finais do século XVI pelo cónego Jerónimo Dias Leite (1540-1598), que "Garcia Homem de Sousa, por ter diferenças com os seus cunhados, é o que fez a torre à Madre de Deus" (Ed. 2016, p. 65), informação que quase textualmente fornece também o doutor Gaspar Frutuoso (c. 1522-1591), somente especificando "que está junto à Madre de Deus" (Ed. 1968, p. 218). Tendo Garcia Homem de Sousa chegado à ilha e casado por volta de 1452, estamos perante o mais antigo exemplar de arquitetura civil da expansão atlântica portuguesa. Toda a área foi objeto de escavações arqueológicas entre 1998 e 2000, a cargo do gabinete da CM Funchal e sob direção da arqueóloga Dr.ª Clara Batista Ramos. Abriu depois como núcleo museológico em 2000, mas encerrou, tendo sido objeto de nova reabilitação em 2021.
    Na Torre do Capitão - Núcleo Histórico e Museológico de Santo Amaro, encontra-se a Capela de Santo Amaro. Esta capela deve ter sido edificada sobre uma mais antiga, a capela de Madre Deus, enquadrada num núcleo agrícola e habitacional, com uma torre de vigia, a designada «Torre do Capitão», cuja construção remontará a cerca de 1460 sob as ordens de Garcia Homem de Sousa, fidalgo, casado com D. Catarina da Câmara, filha de João Gonçalves Zarco. Na Capela de Santo Amaro anotam-se elementos típicos da arquitetura religiosa, insular, do século XVII, como a pia de água benta e os azulejos, hoje sobre a porta lateral, mas que cobriram, anteriormente, quase toda a nave da capela (Texto Cultura Madeira).