Image
Arquipelago de Origem:
São Pedro (Funchal)
Data da Peça:
1881-00-00
Data de Publicação:
Autor:
Mestres locais
Chegada ao Arquipélago:
2022-05-08
Proprietário da Peça:
Reitoria da Universidade da Madeira
Proprietário da Imagem:
Rui Carita
Autor da Imagem:
Rui Carita
Emblema de Batalhão de Caçadores 12, 1881, antigo quartel do Colégio do Funchal, Reitoria da Universidade da Madeira

Categorias
    Descrição
    Emblema do Batalhão de Caçadores n.º 12.
    Calçada madeirense de calhau rolado, 1881.
    Antigo Quartel do Colégio, execução para a Visita Régia de 1901 ?
    Reabilitação de 2005.
    Fotografia de 3 de maio de 2022.
    Reitoria da Universidade da Madeira.

    A Calçada Madeirense constitui uma autêntica referência histórica e patrimonial do Arquipélago da Madeira e representa bem a singularidade em termos de geodiversidade dos territórios insulares respetivos. Todavia, por vezes, a Calçada Madeirense é confundida com a Calçada Portuguesa, apesar de ambas serem muito distintas. “A Calçada Madeirense utiliza essencialmente pedra rolada, seixo e/ou calhau, e pedra navalheira, peculiaridades que a distinguem de qualquer outra Calçada”. É desta forma que os três autores da obra que se debruça sobre este património cultural. Trata-se de um livro, em português e em inglês, apresentado a 24 de março de 2022 no salão nobre do Parlamento madeirense, de autoria dos investigadores João Baptista, engenheiro geólogo, Celso Gomes, professor de Ciência Geológicas e de José Luís de Gouveia e Freitas, matemático, falecido nessa semana e cujo trabalho académico foi enaltecido na apresentação da obra ‘Calçada Madeirense: Bordados a Preto e Branco'. “A melhor homenagem que podemos prestar ao José Luís é precisamente que este livro tenha a maior divulgação possível, porque ele também é fruto do seu trabalho”, como enfatizou então o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira.