Image
Arquipelago de Origem:
Estado Português da Índia
Data da Peça:
2012-00-00
Data de Publicação:
24/03/2022
Autor:
Nuno José Varela Rubim
Chegada ao Arquipélago:
2022-03-24
Proprietário da Peça:
Comissão Portuguesa de História Militar
Proprietário da Imagem:
Comissão Portuguesa de História Militar
Autor da Imagem:
Comissão Portuguesa de História Militar
A organização e as operações militares portuguesas no Oriente, 1498-1580. volume 1.: Geografia e Viagens, Nuno José Varela Rubim, Lisboa, Comissão Portuguesa de História Militar, 2012, Portugal.

Categorias
    Descrição
    Nuno José Varela Rubim, A organização e as operações militares portuguesas no Oriente, 1498-1580. volume 1.: Geografia e Viagens, Lisboa, Comissão Portuguesa de História Militar, 2012, Portugal.
    (1938-).

    Nuno José Varela Rubim (1938-), ex-capitão da CCAÇ 726, Guileje, 1964/74, um dos oficiais mais condecorados da Guiné (onde fez duas comissões), hoje coronel na reforma e historiador militar, devendo ser o mais reputado especialista em assuntos de artilharia antiga em Portugal. Do blogue Luís da Graça & Camaradas da Guiné, consta, 1981-1984 Chefe da Secção de Estudos do Museu Militar de Lisboa, onde organizou a Exposição “Armas em Portugal – Origem e Evolução”, no Museu Militar de Lisboa, ainda em exibição, tendo elaborado o respetivo catálogo; 1982, jul. a set, fez parte do grupo restrito que planeou e instalou a “Exposição Nacional Comemorativa do 6º Centenário da Artilharia Portuguesa”, que esteve patente ao público no Museu Militar do Porto, elaborando parte do respetivo catálogo; 1984 -1986, adjunto do Centro de Estudos da Direção do Serviço Histórico-Militar (DSHM); 1985, organizou o 1º Curso de Museologia Militar, no âmbito da DSHM; jun, planeou e dirigiu a execução da exposição “Artilharia Histórica Portuguesa Fabricada em Portugal”, patente ao público no Museu Militar de Lisboa, desde Junho de 1985, sendo autor da respetiva memória histórica;  1991 a 1998, a convite do Presidente da Comissão dos Descobrimentos, realizou trabalho de investigação e posterior instalação da artilharia embarcada a bordo da fragata D. Fernando II e Glória; 1991, dez. a 1993, jun., a convite do então IPPAR, desenvolveu um estudo técnico-militar sobre a Torre de Belém, abrangendo o período que decorreu desde a sua construção até à data da sua desativação como fortaleza de defesa costeira, entregando nessa última data um pormenorizado relatório; 1991-1992, proferiu nesse ano letivo, a convite da Comissão Científica de História da Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, uma série de 16 conferências, no âmbito do Mestrado sobre “Os Descobrimentos e a Expansão Portuguesa”, que abordaram disciplinas como a Náutica, a Construção Naval, a Artilharia, a Fortificação, a Organização e Tática militares; 1992, 4 dez. inaugurado o Museu da Escola Prática de Artilharia, em Vendas Novas que, em conjunto com uma equipa, englobando Oficiais de Artilharia e Docentes Universitários, planeou, coordenou e participou nos trabalhos que levaram à sua criação; 1993, fev. foi o conferencista convidado, no âmbito do 1º Curso de História Militar, Forum da Maia, 1994, set., apresentação do modelo, em corte, à escala 1:10, do Galeão São Diniz, Almirante no Índico na 2ª década do Séc. XVI, para que fizera os desenhos e os estudos do tipo de peças que guarneciam esse navio, elaborando ainda a notícia histórica, por convite da “Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses”, para os aspetos militares da Exposição “A Paz e a Guerra na Época do Tratado de Tordesilhas”, realizado em Burgos, Espanha; realizou ainda todos os estudos técnicos, englobando desenhos, que possibilitaram a feitura de um filme de animação, em vídeo, sobre o tiro de artilharia na transição dos Séculos XV / XVI;  1998 –1999 neste ano letivo foi professor convidado, Regente da Cadeira de História Militar, na Academia Militar; 2000, 3 a 8 abr. foi o colaborador científico convidado, para os aspetos relacionados com as armas de fogo no período medieval, Exposição “Pera Guerrejar”, no âmbito do Simpósio Internacional sobre Castelos, que decorreu em Palmela, exposição igualmente apresentada no Museu Nacional de Arqueologia de 4 abr. a 16 jul. 2000; 1999 e 2001 foi o responsável pela reconstituição histórico-militar do Forte de Oitavos, à data de 1796 (Câmara Municipal de Cascais);
    Tem publicados os seguintes trabalhos :
    - “As origens da Artilharia Piro-Balística”, in Revista de Artilharia, nov.-dez. 1977;
    - “Falcões Pedreiros”, Bulletin, Early Sites Research Society, Vol. 10, Nº 2, Dec 1983, Mass., USA;
    - “Sobre a possibilidade técnica do emprego de Artilharia na Batalha de Aljubarrota”, Revista de Artilharia, jan-fev 1986;
    - “A Artilharia Portuguesa nas Tapeçarias de Pastrana –A Tomada de Arzila em 1471”, Separata da Revista de Artilharia, 1987;
    - “Algumas Questões sobre as Munições de Artilharia de Alma Lisa”, in Bombardeiro, Boletim Nº 15 do RAC, Nov 1989;
    - “D. João II e o Artilhamento das Caravelas de Guarda-Costas - o Tiro de Ricochete Naval”, Separata da Revista de Artilharia, 1990;
    - “A Investigação Histórico-Militar Contemporânea em Portugal–Algumas achegas”, Revista de Artilharia, Nov- Dez 1990;
    - “A Artilharia em Portugal na segunda metade do século XV in A Arquitectura Militar na Expansão Portuguesa, CNCDP, Porto, 1994;
    - “Estudos sobre Artilharia Antiga –I / A Torre de Belém, Revista de Artilharia, nºs 835-836, Mar-Abr 1995;
    - “Estudos sobre Artilharia Antiga –II / Uma Experiência Artilheira ‘Sui Generis’”, Revista de Artilharia, nºs 878 a 880, Out a Dez 1998;
    - “O Armamento Pirobalístico (até finais do Séc. XV-inícios do Séc. XVI), in catálogo Pera guerrejar. Armamento medieval no espaço português, Lisboa, Câmara Municipal de Palmela, 2000, pp. 223-143;
    - “A Artilharia antes da Utilização da Pólvora”, em colaboração com o Engenheiro Tércio Machado Sampaio, Separata da Revista de Artilharia, Jul 2000;
    Novo conjunto de Tapeçarias de D. Afonso V na Igreja de Pastrana em Espanha, edição do autor, Lisboa, 2005;
    A Defesa Costeira dos Estuários do Tejo e do Sado desde D. João II até 1640. Nuno José Varela Rubim (1938-), Lisboa, Prefácio, 2011;
    A organização e as operações militares portuguesas no Oriente, 1498-1580 / Nuno José Varela Rubim. - 1º v.: Geografia e viagens. - 306 p.- Lisboa : Comissão Portuguesa de História Militar, 2012; o 2º v. foi editado pelo Falcata - Editores, Unipessoal. - Contém bibliografia.  2º v.: Navios e embarcações. - 2013.
    A artilharia de campanha estriada portuguesa / Nuno José Varela Rubim. – Lisboa, 2014;