Image
Arquipelago de Origem:
São Roque (Funchal)
Data da Peça:
2022-05-12
Data de Publicação:
08/04/2024
Autor:
António Gorjão
Chegada ao Arquipélago:
2024-04-08
Proprietário da Peça:
Departamento de Arte e Design da Universidade da Madeira
Proprietário da Imagem:
Carlos Valente/UMa
Autor da Imagem:
Carlos Valente/UMa
1575 esboços de ideias para o símbolo do ISAPM, António Gorjão, 1984/85, Departamento de Arte e Design da Universidade da Madeira, São Roque, Funchal, ilha da Madeira

Categorias
    Descrição
    1575 esboços de ideias para o símbolo do ISAPM
    António Coutinho Gorjão (1942-2021), 1984/85.
    Fotografia de Carlos Valente, 12 de maio de 2022
    Sala de Documentação António Gorjão, Departamento de Arte e Design da Universidade da Madeira
    Penteada, São Roque, Funchal, ilha da Madeira.

    António Augusto de Freitas Coutinho Gorjão (1942-2021) foi pioneiro na criação do ensino superior artístico na Madeira, professor de Estética e Ciências da Arte no extinto Instituto de Artes Plásticas da Madeira, do qual foi cofundador e onde desempenhou funções de diretor ao longo de duas décadas. Com uma carreira dedicada ao Ensino das Artes, foi ainda autor de vários ensaios e esteve envolvido em diversas manifestações artísticas na Madeira na segunda metade do século XX.
    Os seus herdeiros, entretanto, doaram o seu espólio bibliográfico, inaugurado a 13 de maio 2022, no Departamento de Arte e Design da Universidade da Madeira, como “Sala de Documentação António Gorjão”, composta pela sua biblioteca pessoal, acondicionada no mobiliário da mesma, também doado pela família. Simultaneamente, foi inaugurada na mesma sala uma exposição intitulada “1575 esboços de ideias para o símbolo do ISAPM”, com desenhos datados de 1984/85, da sua autoria. Figura incontornável do ensino superior artístico na Região, António Gorjão foi assim objeto de uma justa e devida homenagem, após o seu recente desaparecimento, através deste singelo contributo. A inauguração contou com a presença do Reitor da Universidade da Madeira, professor Sílvio Fernandes, e foi apresentada por Carlos Valente, docente responsável pela iniciativa.