Júlio Dantas, 1900 (c.), Portugal

Júlio Dantas, 1900 (c.), Portugal

Texto introdutório:

Tenente médico Dr. Júlio Dantas (Colégio Militar: 114/1887) Fotografia, c. 1900. Cota: pasta 29, A IV. 432 – 23200 Arquivo Histórico Militar de Lisboa. O Dr. Júlio Dantas (1876; 1962), capitão médico do Exército, foi uma das figuras incontornáveis da sua época. Médico, escritor, dramaturgo, publicista, professor, diplomata e político, foi ainda parlamentar em quatro legislaturas (de 1905 a 1926) e, por quatro vezes ministro, duas da Instrução Pública e duas dos Negócios Estrangeiros, representando ainda Portugal na Sociedade das Nações, na Comissão de Cooperação Intelectual. Inicialmente ligado aos movimentos literários dos finais do século XIX, com a sua actividade política e parlamentar veio a ser uma das figuras mais alvo de chacota pelos artistas contemporâneos. Ficou célebre o folheto de Almada NegreirosManifesto Anti-Dantas” (21 Out. 1915), em resposta à crítica do mesmo aos artistas da revista Orfeu, editada por António Ferro.