Procura:
 

  UMa - ERL - Arte e Cultura Regionais

     Arte e Cultura Regionais

Articulação do Programa

1 . Apresentação do programa e das propostas de bibliografia. Justificação de periodização do programa. Relações institucionais Professor / Mestrando (s).
A articulação geral arte / cultura, cultura popular e erudita / património. Cultural, imaterial e natural. As grandes questões do património. Ponto de situação histórico-institucional: arquivos e bibliotecas; revistas e publicações nacionais e regionais; catálogos, inventários e roteiros.
2. Povoamento e capitães-donatários. Relações institucionais. Origem do povoamento e instalação das primeiras comunidades: a organização religiosa. A Madeira dos séculos XV/XVI e a Expansão Europeia. A safra açucareira e D. Manuel I: a fundação da cidade do Funchal. O manuelino na Madeira. A influência da Flandres e dos restantes países europeus.
3. A disputa do mare clausum de Tordezilhas e a crise dos meados do século XVI. O mestre Mateus Fernandes. A reorganização Filipina no quadro do império unido Portugal-Castela. A provedoria das obras de Álvaro Pires. A circulação dos modelos; pedido, risco, orçamentação, aprovação, arrematação; execução; vistoria; pagamento. A arquitectura, a talha e a escultura, a ourivesaria, a pintura e os azulejos.
4. A arquitectura de poderes do Antigo Regime. Órgãos e instituições. A centralização do poder régio no século XVIII. A alfândega do Funchal e o mestre das obras reais. Os governadores depois de Duarte Sodré Pereira. O inventário do capitão Pedro de Faria e Abreu.
5. O tremor de terra de 1748 e a tímida introdução da arquitectura barroca e rococó na Ilha. De Domingos Rodrigues Martins a António Vila Vicêncio. João António de Sá Pereira e a instituição do Iluminismo estatal. A talha de Estêvão Teixeira de Nóbrega e as oficinas de pintura de José António da Costa e de Nicolau Ferreira.
6. O império marítimo inglês e a importância da Madeira: da Revolução Francesa ao Liberalismo. As invasões francesas e inglesas. A aluvião de 1803: Paulo Dias de Almeida e o brigadeiro Oudinot. A nova Cidade das Angústias. A oficina de Leonardo Rocha e de João José do Nascimento.
7. O domínio da influência inglesa; do turismo terapêutico ao turismo de lazer. José Silvestre Ribeiro e o artesanato madeirense. Da crise do liberalismo à implantação da República. Da euforia da implantação da República às crises da 1ª Grande Guerra. Os anglófonos e os germanófilos. O plano de Ventura Terra.
8. A implantação do Estado Novo. Da Revolta da Madeira à era Fernão de Ornelas. A idade de ouro do crescimento económico mundial: a Era do Turismo. Os desequilíbrios da década de 70 e a implantação das Regiões Autónomas. A União Europeia e a Globalização. A Era do Património, das fundações, das associações não governamentais e da biodiversidade.
9, 10, 11, 12/13. Propostas, sugestões e pistas de investigação; apresentação de trabalhos.


Bibliografia

A disponibilizar futuramente, parte da qual por suporte informático.


Carga Horária

48 horas (28 T e 20 T/P)




[415 arquip�lagos, 31 visitas guiadas, 297 personalidades, 899 entradas de dicion�rios e artigos, 258 aulas online]
[Total: 80077 imagens e 10725 textos]
Valid HTML 4.01 Frameset Valid CSS!