Procura:
 

  UMa - CCC - História Contemporânea de Portugal - Aula Nº.19

     História Contemporânea de Portugal
A tentativa de Processo Revolucionário de 1975: o PREC

Resumo

A tentativa de Processo Revolucionário de 1975
O PREC

A formação dos Partidos Políticos e a agitação política geral
O problema do Programa das Forças Armadas; a Democratização e a Descolonização;
A posição do general António Spínola e a Maioria Silenciosa de Setembro de 1974; os ajustes de poder até ao 11 de Março de 1975 com a fuga do general Spínola para Espanha e depois para o Brasil;
O pacto MFA/Partidos de Março-Abril com a Comissão Coordenadora do MFA; as eleições de 25 de Abril para a Constituinte; o Verão Quente de 1975; a Aliança Povo-MFA de 8 Jul. e o Documento dos Nove de Agosto; o IV Governo Provisório do almirante Pinheiro de Azevedo; o 25 de Novembro de 1975 liderado pelo tenente-coronel Ramalho Eanes e a travagem do PREC;

A Constituição de 2 de Abril de 1976 e a eleição presidencial de Ramalho Eanes, a 27 de Junho de 1976.

A integração do processo português no quadro da Guerra Fria.

A oposição das Ilhas
A posse do Dr. Fernando Rebelo como governador civil do Funchal (8 Ago. 1974) e saída de Carlos de Azeredo para o Porto.
A ocupação do edifício do antigo Seminário (31 Out. 1974) e o sequestro do bispo do Funchal; o regresso de Carlos de Azeredo (4 Dez. 1974) com a patente de brigadeiro, para governador militar.

A formação do MAIA (Movimento de Autonomia das Ilhas Atlânticas) (5 Jan. 1975) e a constituição do PPD da Madeira. Os elementos da Acção Socialista e a fundação do Partido Socialista; o Partido Comunista Português; a UPM (União do Povo da Madeira) e o assalto ao iate Apolo (3-4 Out. 1974); a UDP (União Democrática Popular) e a manifestação da cana de Abr. 1975; a FEC-ML (Frente Eleitoral Comunista, Marxista-Leninista);

A demissão de Fernando Rebelo (20 Mar.) e a nova tomada de posse de Carlos de Azeredo
A Junta de Planeamento da Madeira (25 Mar. 1975): Carlos de Azeredo, João Abel de Freitas, Virgílio Pereira e Paquete de Oliveira.

As eleições para a Constituinte de 25 Abr. 1975 e a vitória do PPD (5 deputados contra 1 do PS)

O Verão Quente na Madeira: A FLAMA (Frente de Libertação do Arquipélago da Madeira). A ocupação da RDP na Rua dos Netos (8 Out.)

A Junta Governativa e de Desenvolvimento Regional (20 Fev. 1976): Rui Vieira, José Ribeiro de Andrade, Jaime Ornelas Camacho, David Caldeira, António Monteiro de Aguiar e João Evangelista de Gouveia. O atentado da FLAMA junto ao aeroporto.
O Estatuto Provisório da Região Autónoma da Madeira (aprovado a 29 Abr. 1976).

A organização política insular e o caminho para a Autonomia


Bibliografia

A fornecer on-line


Data de Início: 2011-12-19

Data de Fim: 2011-12-19
Textos da Aula >>



[411 arquip�lagos, 31 visitas guiadas, 297 personalidades, 899 entradas de dicion�rios e artigos, 258 aulas online]
[Total: 77603 imagens e 10715 textos]
Valid HTML 4.01 Frameset Valid CSS!