Nome:  Imposição pelo vice-presidente da Assembleia, Dr. José Maria da Silva, da medalha de mérito da Região da Assembleia Regional a título póstumo de D. Francisco Antunes Santana ao vigário-geral da Diocese, cónego Dr. Agostinho Gomes, antigo salão nobre da Ju
  Descrição:  Imposição pelo vice-presidente da Assembleia, Dr. José Maria da Silva, da medalha de mérito da Região da Assembleia Regional a título póstumo de D. Francisco Antunes Santana ao vigário-geral da Diocese, cónego Dr. Agostinho Gomes.
Antigo Salão Nobre da Junta Geral, Junho de 1982.
Arquivo da Assembleia Legislativa Regional.
Avenida Zarco, Funchal, ilha da Madeira

José Maria Silva (Funchal, 18 Fev. 1933; idem, 2001). Tendo feito os estudos preparatórios no Seminário Diocesano do Funchal, veio a matricular-se na Universidade Pontifícia Católica de Salamanca, mas abandonando a carreira eclesiástica, transitou para a Universidade de Coimbra, onde se licenciou em Direito. Regressado ao Funchal desenvolveu uma intensa actividade cultural, com base em várias instituições que criou, especialmente através do Cine-Forum. Liderou depois do 25 de Abril o Movimento Autonómico, MAIA.
Agostinho Gonçalves Gomes (Lourenço Marques, 9 Abr. 1912; Funchal, 5 nov. 198). Cursou o seminário do Funchal, ordenando-se sacerdote em 27 Out. 1935, tendo depois frequentado a Universidade Gregoriana de Roma, onde se licenciou em Direito Canónico, passando a leccionar no Seminário do Funchal. Director do Jornal da Madeira, veio a representar a Madeira em duas legislaturas nos finais do Estado Novo, em 1957 e 1968, tendo sido nomeado vigário-geral da Diocese a 18 Jan. 1971, pelo falecimento do cónego Manuel Francisco Camacho, tendo igualmente sido pároco da igreja do Colégio. D. Francisco Antunes Santana (Lisboa, 11 Out. 1924; Funchal, 5 Mar. 1982). Ordenado pelo cardeal Cerejeira, em 29 Jun 1948, veio a desempenhar um interessante trabalho com professor no seminário de Santarém e como pároco em várias freguesias de Lisboa. Director nacional do Apostolado do Mar desde 1960, veio a desempenhar funções de operário-monitor dos estaleiros da Lisnave, desde 1979, assim como inúmeras missões fora do país. Foi eleito bispo do Funchal a 18 Mar. 1974, recebendo ordenação episcopal a 21 do mesmo mês, mas o pronunciamento do mês seguinte atrasou a sua deslocação para o Funchal. Faria a sua entrada solene na sé do Funchal a 12 Maio 1974 e, logo nesse Verão, seria sequestrado nas instalações do seminário. Em Fev. 1981 seria hospitalizado no Funchal, tendo, depois, sido operado em Londres, mas viria a falecer no paço episcopal do Funchal, a 5 Mar. 1982.
  Arquipelago de Origem:   Freguesia da Sé (Funchal)
  Data:  1982-06-00
  Autor :  Não identificado
  Chegada ao Arquipelago:  2010-06-12
  Proprietário da Peça:   Arquivo da ALR
   Proprietário da Imagem:   Arquivo da ALR
   Autor da Imagem:   Rui Carita
 
Classificação da Imagem
 
Personalidades
    - Fotógrafos
    - Eclesiásticos
    - Ministros, secretários, deputados e políticos
 
 
Documentos
    - Fotografia
 
 
Fotografia / imagem
    - Interiores
    - Personalidades
    - Costumes
 
 
Arquitectura Civil
    - Edifício público
    - Paços, solares e palácios
 
 
Heráldica, emblemática e numismática
    - Medalhística
    - Regional